Ser fluente na língua inglesa é essencial para quem pretende fazer uma viagem, se candidatar a certos cargos de emprego, ganhar uma promoção, entre outros. Entretanto, apesar de frequentarem escolas de idiomas e dizerem estudar em casa, quais podem ser as causas de algumas pessoas não conseguirem ter domínio do idioma?

Veja abaixo algumas dicas de como ter um inglês fluente:

1. Questão emocional / Bloqueio

Devido a fatores emocionais, algumas pessoas não conseguem desenvolver uma conversa em outro idioma. Ao se sentirem pressionados e inseguros, acabam emudecendo. Entretanto, em alguns casos, essa barreira ocorre, na verdade, por falta de vocabulário, gramática ou treinamento.

2. Pouco tempo realmente investido no aprendizado da língua

Muitas pessoas pensam que o tempo gasto na aula de inglês (que duram, em média, uma hora nos cursos de inglês no Brasil) são o suficiente para garantir a fluência no idioma, o que não é verdade. Estudar por conta própria é tão importante quanto frequentar as aulas.

3. Falta de vocabulário específico

Uma coisa é falar inglês em uma conversa informal, outra é tentar conversar em um ambiente formal de trabalho. Por isso, é preciso dominar o vocabulário adequado para diferentes situações.

4. Medo e/ou vergonha

Durante a aula de inglês, todos têm um mesmo propósito: estão ali para aprender uma nova língua, entretanto, da sala de aula para fora, algumas pessoas não conseguem ter a mesma desenvoltura, por medo de errar.

 

A melhor dica para todos os casos acima citados é estudar. A prática irá aumentar cada vez mais a sua segurança ao falar, além disso, desenvolvendo uma rotina de estudos e treinos, você não terá problemas com o vocabulário ou a gramática, o que lhe dará confiança para conversar em qualquer momento e/ou ambiente.