A concorrência no mercado de trabalho aumenta a cada dia, bem como a exigência por parte dos recrutadores, que buscam sempre os mais qualificados para preencherem as vagas. Os mais jovens sofrem mais, devido a pouca idade, têm mais dificuldade em aliar juventude e experiência. Na maioria dos casos, a chave para conseguir ingressar no mercado é uma só: o estágio.

Além de poder, finalmente, colocar em prática toda teoria aprendida em sala de aula, o estágio também dá a oportunidade do jovem desenvolver suas competências, aprender melhor como funcionam as regras do mercado e se tornar um profissional mais bem preparado. Quando um jovem faz estágio, ele pode descobrir, enquanto estuda, se esta é mesmo a carreira que pretende seguir, visto que irá conhecer o cotidiano da profissão escolhida por ele.

No entanto, é preciso que o estudante saiba analisar bem as oportunidades. Antes de aceitar qualquer proposta, é importante verificar se a atuação na empresa como estagiário poderá ocorrer sem atrapalhar o andamento dos estudos (seja um curso técnico ou de graduação). Além disso, é necessário se certificar se o contratante cumpre com todas as exigências previstas por lei para a contratação de um estagiário (como carga horária máxima, por exemplo).

Além da experiência acumulada, o estagiário ainda tem grandes chances de ser contratado pela empresa onde trabalhou. De acordo com dados do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), cerca de 70% dos estagiários que terminam a graduação no período de estágio são contratados pelas empresas em que atuam.