Uma boa apresentação pessoal pode fazer a diferença durante uma entrevista de emprego, mas qual a medida certa? Devo contar apenas qualidades e omitir defeitos? Devo repetir minhas experiências exatamente como está no currículo? Muitas são as dúvidas que surgem neste momento, veja a seguir algumas dicas de como agir nessa hora:

1. Os primeiros minutos são os mais importantes

É durante os primeiros minutos de entrevista que o recrutador decide ou não te contratar. Aquela velha máxima de que “a primeira impressão é a que conta” continua valendo para as entrevistas de emprego.

2. Não se concentre em apenas em repetir o que está no currículo

O currículo já se encontra nas mãos do empregador, você não precisa repetir exatamente o que está ali. Aproveite a oportunidade para trazer significado e conectar os fatos expostos no currículo.

3. Não seja tão detalhista

Entrar em muitos detalhes durante a entrevista pode fazer com que esta perca o seu propósito, que é se apresentar e demonstrar seus pontos fortes. Além disso, você pode se perder durante a conversa, o que pode ser ainda pior.

4. Dispense obviedades

Não se prenda a adjetivos e chavões ao falar de si mesmo. Dizer coisas óbvias pode dar a impressão que você é ingênuo demais, além disso, se auto elogiar, como falar que é flexível ou persistente, não quer dizer muita coisa, deixe que o recrutador conclua isso baseado em fatos e suas experiências anteriores.