Muitas vezes, o candidato pode passar horas desenvolvendo o currículo perfeito, porém, se esquece de prestar atenção em detalhes que podem ser cruciais e acabarem com as suas chances. Veja alguns exemplos:

1 – Não reler o que você escreveu

De acordo com especialistas, dois erros de digitação no currículo são o suficiente para desclassificar o candidato. Isto significa que o mesmo não se deu ao trabalho de reler o próprio CV e corrigir seus erros. Além disso, erros de português também são imperdoáveis.

2 – Se autoelogiar

Usar adjetivos positivos sobre si mesmo ou descrições exageradas de seus resultados é um péssimo caminho a se tomar. Ao invés de apresentar autoelogios, que são impossíveis de se comprovar, prefira apresentar dados concretos sobre o seu desempenho.

3. Se esquecer de informações essenciais

Muita gente se esquece de inserir informações importantes, acreditando que elas não são tão relevantes assim. A ausência da seção “objetivo profissional” é uma das omissões mais comuns. Não mencionar os resultados que você trouxe em cada emprego ou deixar de citar alguma passagem profissional também são erros graves.

4 – Exagerar na forma

O conteúdo pode até estar perfeito, porém, exagerar demais na formatação pode ser um problema. Excesso de cores, imagens, fontes inadequadas são itens que podem arruinar o seu CV.

5 – Queimar etapas

Alguns candidatos já incluem pretensão salarial, referências e cartas de recomendação no documento, sem que estas sejam solicitadas pelo recrutador. Estes são passos que precisam ocorrer no devido tempo, quando e se for solicitado.