Existem alguns comportamentos que refletem diretamente a personalidade do indivíduo em seu ambiente de trabalho. No entanto, por mais inofensivos que eles possam parecer, são motivo de atraso e prejuízo na vida profissional. Confira:

Ser muito complacente

Ser flexível é uma característica positiva no ambiente de trabalho. No entanto, apresentar esse atributo em excesso é negativo para o profissional.  Dizer sim para tudo acaba fazendo com que se perca o foco, atrase as entregas e haja um sentimento de sobrecarga. É melhor prestar atenção em sua necessidade de aceitação e reconhecimento ou até mesmo na falta de definição de foco e prioridades.

Falta de proatividade

Quem não tem proatividade muitas vezes fica estacionado no mesmo lugar por anos e não evolui no próprio emprego ou encontra oportunidade de novos trabalhos. A dica para mudar essa postura é conhecer a base profissional e pessoal.

Introversão ou extroversão em excesso

No trabalho, é preciso se atentar sempre para o próprio comportamento. Nenhuma característica em excesso é vista com bons olhos. Por isso, os introvertidos ou extrovertidos demais acabam sempre se prejudicando e chamando a atenção de forma negativa. A dica é clara: nem tanto para um lado, nem tanto para o outro, aceitar a essência de seu perfil e buscar um frequente feedback de pessoas próximas e amigas ajuda muito no equilíbrio.

Trabalhar sem um objetivo maior

A necessidade de ganhar um salário para pagar as contas faz com que muita gente não saiba onde quer chegar profissionalmente. É preciso olhar o que é importante, eleger prioridades e montar um plano de desenvolvimento pessoal e profissional estipulando metas, a fim de analisar se está evoluindo. Não adianta ter metas e não saber se está ou não chegando lá.

Quando você não conhece bem suas emoções e suas falhas técnicas e comportamentais muitas vezes pode se deixar levar pelas emoções. Se esses sentimentos não forem percebidos rapidamente podem virar uma bomba-relógio no trabalho ou em qualquer outro lugar. Por isso, é essencial ter autoconhecimento e saber o que, de fato, é importante para você.